SOBRE O EVENTO

Além de ser historicamente um dos estados brasileiros com maior número de terras indígenas, o Maranhão abriga hoje mais de 700 comunidades quilombolas, que possuem conhecimentos e práticas próprias de cuidado para promover o desenvolvimento de suas crianças.

Conhecer e valorizar esses saberes, ainda ameaçados por violações de direitos territoriais e étnicos, é o principal objetivo do MIMUS MA: evento online e gratuito sobre a diversidade de cuidados na primeira infância, que terá o enfoque regional dos povos e comunidades tradicionais do Maranhão.

“MIMUS: Múltiplas Infâncias, Múltiplos Saberes”, teve sua primeira edição em 2021, e desde então tem se estabelecido como um espaço de diálogo e partilha de conhecimentos sobre a primeira infância; amplificando vozes de atores locais de diferentes realidades culturais e refletindo sobre os impactos e possibilidades das políticas públicas para o desenvolvimento infantil no contexto multicultural no Brasil.

Inscriçã0



    Leia a nossa Política de Privacidade

    PROGRAMAÇÃO

    20h – Abertura
    • Lyzlyn Peres Almeida: Indígena do povo Wapichana. Presidente do conselho da Associação Cultural indígena de Roraima Kapoi, graduada em Letras Libras pela UFRR.
    • Atener Ambrosio: Indígena do povo Wapichana. Ativista no enfrentamento contra a violência à mulher, crianças e adolescentes indígenas.
    • Júlio Ye’kwana: Indígena do povo Ye’kwana, TerraIndígena Yanomami. Presidente da Associação Wanassedume Ye’kwana (SEDUUME).
    • Jainne Gomes: Indígena do povo Taurepang, graduada em Gestão em Saúde indígena e mestre em Ciências da Saúde pela UFRR. Atua na atenção básica do Distrito Sanitário Leste de Roraima.
    • Mediação: Rita Oenning da Silva e Kurt Shaw.
    22h – Encerramento
    20h – Abertura
    • Glycya Makuxi: Indígena do povo Macuxi, Terra Indígena São Marcos e Raposa Serra do Sol. Psicóloga, professora e comunicadora popular, fundadora do coletivo “Levante Indígena-LI”.
    • Leany Torres Moraleda: Liderança indígena (Tuxaua) de Warao Janoko no Município de Catá do estado de Roraima.
    • Tuira Kopenawa: Indígena do povo Yanomami, graduada em enfermagem pela FARES. Atuou como intérprete na maternidade e na Casa de Saúde Indígena (Casai) em Boa Vista.
    • Lídia Montanha Castro: Indigenista, mestre em antropologia social pela UFPE, graduada em Pedagogia pela UFRR. Atua a 25 anos junto ao povo Yanomami.
    • Mediação: Rita Oenning da Silva e Kurt Shaw.
    22h – Encerramento

    A USINA DA IMAGINAçÃO

    Realizadora do MIMUS e da Série Primeira Infância Indígena, a Usina da Imaginação acompanha há 20 anos crianças, coletivos e comunidades para contar suas histórias e produzir com elas pesquisas, formações, produtos culturais e audiovisuais para inspirar processos de valorização e transformação cultural em diferentes meios. Tem como objetivo promover a equidade de raça e gênero, estimulando o diálogo e o vínculo entre culturas e gerações.

    NOSSOS PARCEIROS

    parceiros

    FICHA TÉCNICA

    Realização
    Usina da Imaginação

    Direção e produção executiva
    Rita de Cácia Oenning da Silva

    Produção executiva
    Kurt Shaw

    Projeto gráfico e transmissões
    RUNA Produções

    Direção criativa
    Natália Corrêa

    Diagramação
    Rodrigo Garcia

    Imprensa
    Letícia Kapper

    Gestão de tráfego pago
    Kleiton Reis

    Programação Web
    Vítor Hugo Cardoso (Genoma Studio)

    Financeiro e apoio de produção
    Sandra Oenning da Silva
    Carolina Buss da Silva